Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Por Que Os Goleiros Choram?

Imagem
Júlio César chorou antes dos pênaltis. Foi lá e defendeu duas bolas e ainda contou com a sorte na última batida na trave. Nós, torcedores, choramos angustiados e desesperados gritando seu nome no final, esquecendo tudo que aconteceu quatro anos atrás.
Goleiros são assim, algo fora do comum. Estão além do tempo e do espaço de uma partida de futebol. Eles tem uma percepção a mais do jogo e da bola, algo extra sensorial que corre pelo seu sangue. 
Salvadores ou traidores, não existe meio termo para eles. A angústia ocupa todo o teto dos estádios sobre suas cabeças. Poucos personagens de um jogo sustentam tanta responsabilidade sobre seus ombros. Separados do seu time na sua área reservada eles tem muito mais probabilidade de enlouquecer e sentir medo.
E sabem que por mais que defendam, podem falhar a qualquer momento. Por isso mais do que outros jogadores eles cultivam suas manias. Abraçam as traves, beijam seus amuletos, ajoelham, falam sozinhos, olham para um ponto perdido no nada.
Go…

Um Bicho Diferente na Copa 2014

Imagem
Alô amigos e leitores.

É com grande alegria que posso dizer que trouxe de novo à vida um livro infanto-juvenil meu publicado pela Editora Vozes em 1991.

A história conta a aventura de um garoto apaixonado por futebol que se perde em meio a uma floresta cheia de bichos.

Aproveitei a Copa no Brasil para fazer uma nova edição em PDF e com download gratuito.

Aqueles que gostam de futebol e de aventuras que mexem com a nossa imaginação certamente vão gostar desta história. As ilustrações são de minha irmã, Raquel de Assis Tostes .

Fiz uma nova edição mantendo as características principais mas otimizando a leitura para computadores, celulares, iPads e outros dispositivos. Escolhi este formato por ser mais compatível  e mais fácil de compartilhar
Quem puder divulgue e Boa Leitura..



Link para download.: http://goo.gl/NHk3Pq



A Copa e o Espírito do Futebol

Imagem
Se a Copa do Mundo tomou proporções mundiais tão grandes, a Fifa deve muito ao Brasil, e a várias gerações de craques e torcedores por isso.

Historicamente sempre fomos a terra da diversidade e da mistura. Somos uma nação vira-lata que sempre gostou de mostrar sua energia e alegria de viver, e que descobriu no futebol sua melhor expressão para isso.

Em chão de terra, quadras, grama ou asfalto, garotos em todo o país correm atrás da bola e vestem o sonho de ser um grande jogador. Na vida real ou nas telas dos games eles imaginam as jogadas mais fantásticas e os gols mais inesquecíveis.

Todos eles, em qualquer lugar do país, de qualquer classe, raça e ideologia, se sentem craques e inesquecíveis. Com chuteiras importadas ou descalços, o sentimento pela bola é o mesmo, e eles se também entram em campo para pisar o gramado neste grande evento mundial.

Somos simpáticos e sabemos receber as pessoas. Também sempre fomos bons de festa, criando eventos de repercussão mundial como carnaval, re…

As Pequenas Grandes Qualidades do Twitter

Tudo tem sua forma e tamanho e proporção, conforme o ângulo, o olhar e o ponto de vista.
Vejo o  twitter como algo efêmero e surpreendente. Sempre gostei dele por ser pequeno e grande. Por ser rápido, e na maioria das vezes,  sincero.
E mesmo nos seus limites de 140 caracteres, dá e sobra para expressar sentimentos de todos os tamanhos. Ele pode ser tipo um fogo de artifício no meio da noite. 
Pode ser também um suspiro após um longo vazio ou tristeza.
Pode ser como uma lágrima brotando de repente no canto do olho . Ou uma risada solta, do nada, espontânea. 
Pode ser também um grande eco, quando é instantaneamente repetido e retuitado por centenas ou milhares e pessoas. Nem sempre pela mesma razão ou causa.
Às vezes se fala besteira mas faz parte. Mas quem diz assina e não pode voltar atrás.
Ele é sempre mobilizador e provocativo, viral, barulhento. Como se alguém dissesse naquele momento exatamente o que a gente gostaria de dizer.
O Twitter acredita em faíscas. Pode apagar e provoca…