Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

GERAÇÃO X,Y,Z E PESSOAS W

Imagem
Essa tal da Geração Y ou Geração do Milênio* virou a bola de vez em artigos, estudos e comentários na internet. Nascidos a partir dos anos 80 e 90 e criados no que chamamos de ambiente digital, ela parece ser a bola de cristal capaz de prever o futuro das empresas, negócios e da própria web.

Multitarefas, eles querem tudo rápido, questionam as hierarquias tradicionais, sabem trabalhar de forma colaborativa, gostam de inovação e tem como lema trabalhar para viver e não viver para trabalhar – ao contrário da Geração X dos anos 60 e 70, que se sacrificou pela dedicação ao trabalho e tem uma relação mais complicada com computadores e aparelhos eletrônicos.

A Geração Z, dos nascidos após 2001, mantém estas características de nativos digitais vivendo mais ainda a explosão das redes sociais e o compartilhamento de ideias, gostos e produtos.

Precisamos ver o lado bom dessa questão, de que as coisas podem realmente estar mudando a partir da web, do barulho de um monte de gente conectada.

Só q…

O QUE TE MOTIVA A SAIR DO LUGAR?

Imagem
Quando foi a última vez que você se viu realmente empolgado e envolvido em uma tarefa, trabalho, estudo ou projeto, sem se importar tanto com prazos, horários, valores, simplesmente mergulhando de cabeça nesse objetivo?

Em qualquer situação que estivermos é possível descobrir algo que nos leve ainda mais longe, superando nossos limites.

Numa realidade que tenta constantemente nos encaixotar em padrões de consumo e disputa por status e poder social, precisamos procurar muito para encontrar nossos verdadeiros desafios, sejam pessoais, profissionais ou mesmo existenciais.

Grandes artistas, atletas, cientistas e outras pessoas que vemos ter trajetórias marcantes compartilham a mesma fórmula para atingir e conquistar suas metas: muito esforço, perseverança, saber fracassar, continuar insistindo, aceitar que tudo é resultado de criatividade e talento, mas também um pouco de sorte.

O mais difícil para nós, pessoas comuns ou a grande multidão, não é esta dedicação total e entrega. O mais com…

NOSSO KARMA DIGITAL

Imagem
Vivemos atualmente diante de um real enigma: aparelhos digitais que tentam nos decifrar e devorar.

web está nos devorando lentamente e ainda não tomamos consciência disso.

Cada vez mais vamos deixando  rastros digitais espalhados pela internet.

Os sites que freqüentamos, músicas que escutamos, o  que lemos, vídeos que assistimos,  as coisas que compramos, mensagens e diálogos que trocamos e compartilhamos nas redes sociais.

Querendo ou não estamos envolvidos numa espécie de karma digital. Nosso presente e passado recentes  podem estar indexados em mecanismos de busca, spyware, cookies, qualquer sinal digital que nos identifique.

Avançados recursos de softwares de análise e pesquisa  estendem cada vez mais os seus tentáculos como medusas que tentam solidificar nossos perfis,  gostos e hábitos de compra para prever nossos próximos passos.

Para muitas religiões o karma é um registro das nossas decisões e atos. Ele envolve  o que receberemos de volta pelo que fizemos, em algum momento…

O FUTURO DIGITAL DEPENDE DAS PALAVRAS

Imagem
Elas andam maltratadas, mal ditas, limitadas no repertório e no conteúdo, repetidas e vazias, sem significado.

O que ganhamos em tecnologia e cultura digital estamos perdendo em recursos de linguagem.

Usamos tanto que esquecemos seu valor. Imagens e palavras nos cercam em toda parte, na web, nos filmes, nos anúncios, em cartazes, nas ruas. Somos uma mídia humana feita de palavras.

Precisamos delas para entender nossas emoções, para aprender e questionar. Dependemos delas para dialogar, receber e trocar.

Deveríamos tratar melhor as palavras. Avaliar bem o que andamos dizendo e fazendo com elas. Seria bom prestarmos mais atenção nas nossas formas de expressão, escrita, falada, real ou digital.

Toda palavra existe para ser pronunciada e escutada. Não temos mais o costume de escrever cartas, mas mesmo em um rápido e-mail, podemos escrever e revisar, valorizar a mensagem, o conteúdo e a forma.

Os melhores textos são sinceros e inteligentes, com objetividade e simplicidade. Podem ser curt…